Poemas em nome próprio
De renomes idos
Sentimentos lidos
Declamações mudas
Janelas de perspectiva infinda
Um diário livre


domingo, 11 de maio de 2014


Inteiro eu
me refaço
em seu regaço
de prazer
num esconder-me
em seu corpo
onde me deixo e
me desfaço para
noutro mundo
renascer                      

Nenhum comentário:

Postar um comentário